Arquivo mensal: outubro 2013

BEATLES DIA A DIA.

31 de outubro de 1969

Lançamento na Inglaterra do compacto “Something” / “Come Together”. É o primeiro e único lado A de George em um compacto dos Beatles, e a primeira vez que lançam um single após o lançamento do LP.

George Harrison and John Lennon, Saturday Club, BBC, 17 December 1963 George Harrison and John Lennon, Saturday Club, BBC, 17 December 1963 3

 

 

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

NOTICIAS BEATLES – RINGO STARR.

Ringo Starr volta ao Brasil e marca encontro com McCartney em 2014.

 

Integrar uma das mais importantes bandas de todos os tempos e mais de 50 anos depois ainda viver de música é realidade para poucos.

 

Para Ringo Starr é um sonho do qual nunca acordou. E mesmo empunhando seu nome à frente da All Star Band, que o acompanha na turnê no Brasil, que começa na terça em São Paulo, o ex-Beatle admite que no palco é impossível ser feliz sozinho.

O ex-Beatle Ringo Starr

“Já toquei com os maiores músicos e ainda estou fazendo isso. É como se o sonho continuasse eternamente. Só quero tocar”, diz o britânico, de 73 anos, em entrevista em Los Angeles, às vésperas de sua segunda passagem pelo Brasil. A primeira foi em 2011.

“Mas nunca vou conseguir tocar bateria sozinho. Preciso de gente! Se você tocar piano ou guitarra, eu vou tocar com você a noite toda! Gosto da interação com músicos.”

Ringo planeja para 2014 uma reunião com Paul McCartney, ainda sem detalhes.

 

“No ano que vem completamos 50 anos da chegada dos Beatles aos Estados Unidos, queremos fazer algo. Não vamos fazer um show juntos, mas vai ter um encontro.”

 

Sua turnê 2012-2013 começa no Brasil, passa por Argentina, Peru e México, e terminará em Las Vegas (EUA).

 

Com Ringo virão os músicos Steve Lukather, Gregg Rolie, Richard Page, Todd Rundgren, Mark Rivera e Gregg Bissonette, para tocar hits de diferentes estilos e épocas (Beatles inclusos, obviamente).

 

Durante a entrevista, Starr revela: “Antes de entrar no palco, por cinco segundos, quero ir embora para casa e dormir. Quero fugir. Por isso entro correndo no palco. Queria ser como Frank Sinatra e chegar andando. Mas não dá.”

 

Nem bem chegou e o ex-Beatle já sugere uma futura passagem pelo Brasil, talvez em 2014 ou 2016, especialmente após ficar de fora da cerimônia de encerramento da Olimpíada de Londres (na qual Paul McCartney se apresentou). “Londres não me quis. O que eu poderia fazer? Mas se o Brasil me quiser, direi: deixa eles me ligarem e a gente conversa.”

 

RINGO STARR AND HIS ALL STARR BAND

QUANDO terça, em SP, e quinta, em Curitiba, ambos às 21h30

ONDE Credicard Hall (av. das Nações Unidas, 17.995, SP; tel. (0/xx/11/4003-5588) e Teatro Positivo (r. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300, Curitiba; tel. (0/xx/41/3317-3000)

QUANTO de R$ 120 a R$ 650 (SP), e de R$ 405 e R$ 555 (Curitiba)

CLASSIFICAÇÃO 14 anos

 

 

Fonte: Folha de São Paulo.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY & RINGO STARR.

Paul McCartney e Ringo podem participar de tributo aos Beatles.

Paul-McCartney-and-Ringo-Starr-Change-Begins-Within-Concert1Paul In Bostonimages (4)

Paul e Ringo podem tocar juntos.

A banda The Beatles será homenageada durante o Grammy Awards 2014. A festa de premiação da música, que ocorrerá no dia 26 de janeiro, de acordo com o site thebeatles.com.br, terá um momento especial em comemoração dos 50 anos da chegada do quarteto aos Estados Unidos.

 

 

 

 

O baterista Ringo Starr confirmou ao jornalista Roger Friedman, do site Showbizz411, que vai rolar uma segunda festa no dia seguinte ao evento do Grammy. A ideia é promover um tributo no qual diversos artistas interpretarão canções dos Beatles.

Para alegria dos fãs do Fab Four, Ringo revelou que conversou com o baixista e vocalista  Paul McCartney sobre a “possibilidade” de estarem presentes. “Não é que não vamos fazer isso”, disse Ringo. “Mas pode ser legal ter todas essas outras bandas tocando nossas músicas, e nós lá assistindo”.

 

 

 

Os produtores esperam que além de assistirem ao shows, Paul e Ringo empunhem seus instrumentos e toquem algumas canções.

THE BEATLE WASHINGTON COLISEUM CONCERT.THE BEATLE WASHINGTON COLISEUM CONCERT. 4THE BEATLE WASHINGTON COLISEUM CONCERT. 3THE BEATLE WASHINGTON COLISEUM CONCERT. 1

 

Fonte: TERRA.

BEATLES DIA A DIA.

25 de outubro de 1962

Ringo estréia na BBC: os Beatles gravam para o programa Here We Go, incluindo a única performance ao vivo de “P.S. I Love You”. Os Beatles concedem sua primeira entrevista para a rádio. Na ocasião, Paul comenta: “John Lennon é o líder do grupo”.

George Harrison and John Lennon, Saturday Club, BBC, 17 December 1963 2 George Harrison and John Lennon, Saturday Club, BBC, 17 December 1963 3 George Harrison and John Lennon, Saturday Club, BBC, 17 December 1963 The Beatles, Swinging Sound 63, BBC, 18 April 1963 1 The Beatles, Swinging Sound 63, BBC, 18 April 1963 The Beatles, The Mersey Sound, BBC, 27 August 1963

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Paul McCartney confessou compor música com a ajuda do fantasma de John Lennon.

Paul In BostonPaul+McCartney+I+want+you

Paul McCartney contou que continua a pedir conselhos a John Lennon quando está a compor músicas, apesar deste ter morrido há mais de 30 anos.

JOHN E PAUL 1

Em entrevista à “Billboard”, McCartney confessou: “Se estiver naquele ponto em que penso ‘Não tenho a certeza acerca disto’, interpelo o John, do outro lado da sala”. “Ele dirá: ‘Não pode ir por aí, homem’. E eu direi: ‘Tem razão. E por aqui?’. ‘Sim, está melhor’. Temos uma conversa. Eu não quero perder isso”, relatou.

John e PaulJohn e Paul 2john (44)

 

 

Numa entrevista reveladora, McCartney afirmou ainda ter enterrado o machado de guerra com Yoko Ono, e negou ter havido, algum dia, um problema a sério com a mulher do seu colega. Compreensivelmente, revelou também não ter qualquer intenção de perdoar o assassino de Lennon, Mark Chapman, mesmo sendo um «coração mole».

yoko, John e Paul.yoko ono john lennon paul mccartney

“Se o John a amava, é porque havia algo nela. Ele não era estúpido. E o que vai fazer? Vai guardar um rancor que nunca, na verdade, tivesse? George [Harrison] diria-me: ‘Você não quer esse tipo de coisa na tua vida’”, contou.

BPKZ55XCEAAIE6etumblr_m6c7unVL4V1qckm0wo1_500_zps227f8647

Sobre o assassino de Lennon, disse apenas: “Eu acho que conseguiria muito bem perdoar qualquer pessoa. Mas não vejo por que haveria de o querer perdoar. Trata-se de um tipo que fez algo maluco e terminal. Por que deveria eu abençoá-lo com o meu perdão?”.

 

 

Fonte: Palco Principal – Via email Sapo.