NOTICIAS BEATLES – GRAVAÇÕES INÉDITAS BEATLES.

Gravadora lança raridades dos Beatles para contornar lei do direito autoral na União Europeia.

00 0,,15423326-EX,0001 1.JPG3

RIO – Uma série de gravações inéditas do início da carreira dos Beatles será lançada semana que vem no Reino Unido. Mas o que deveria ser motivo de comemoração para os fãs do Quarteto de Liverpool, na verdade é uma manobra para evitar que o material caia em domínio público, segundo o jornal inglês Independent.

“The Beatles Bootleg Recordings 1963” será lançado pela Universal Music apenas no iTunes e estará disponível a partir da terça-feira. O disco traz 59 gravações inéditas, entre versões de estúdio e apresentações na BBC.

O direito autoral na União Europeia extendeu de 50 para 70 anos a proteção para gravações sonoras, mas essa extensão não vale para material nunca lançado. Com isso, as gravadoras passam a ser obrigadas a lançar essas canções, normalmente versões não aprovadas, antes de chegar ao limite de 50 anos. Caso contrário, qualquer um que tenha acesso às fitas pode vender cópias delas sem pagar direitos.

Álbuns americanos dos Beatles serão lançados em caixa especial

Como parte da celebração dos 50 anos da Beatlemania na América, a Capitol Records ressucitou um projeto iniciado em 2004, mas abandonado: o selo anunciou nesta quinta-feira que via lançar “The Beatles: The U.S. Albums”, uma coleção de 13 CDs que inclui as versões americanas dos álbuns do grupo lançados nos anos 1960, ou pelo menos aqueles com sequências de faixas diferentes (e em alguns casos mixagens diferentes) dos originais britânicos. A caixa será lançada em 21 de janeiro.

1-the-beatles-1965-granger 02 (2)

Os álbuns americanos são motivos de polêmica há décadas entre fãs dos Beatles. Muitos colecionadores preferiam que eles fossem esquecidos, argumentando que os discos britânicos refletem as sequências de canções e a qualidade de som que a banda aprovou. Nos EUA, os discos são mais curtos (normalmente 12 músicas, contra 14 no Reino Unido) e ganham reverb para refletir o que os executivos da Capitol consideravam o “gosto americano”. Como a Capitol escluía músicas e acrescentava singles (que não faziam parte dos discos britânicos), lançava depois compilações extras.

Para americanos mais velhos, no entanto, esses são os discos que eles cresceram ouvindo e muitos preferem essas versões. “Meet the Beatles”, primeiro álbum da Capitol, por exemplo, nos EUA traz quase só composições originais dos Beatles, com apenas uma cover (“Till there was you”), enquanto a versão britânica traz oito originais e seis covers. O “Rubber Soul” americano abre com “I’ve just seen a face”, que está no lado B do britânico “Help!”.

00beatles1966yRUBBER SOULimages

A nova caixa traz os discos “Meet the Beatles”, “The Beatles’ Second Album”, “A Hard Day’s Night”, “Something New”, “The Beatles’ Story”, “Beatles ’65”, “The Early Beatles,” “Beatles VI”, “Help!”, “Rubber Soul”, “Yesterday. And Today”, “Revolver” e “Hey Jude”.

73f4963e2b89e928bc443ef72fe6a192-tb_200The+Beatles (2)599822_406034682776092_1197027603_nset

Álbuns que são idênticos em suas versões americana e britânica – “Sgt.Pepper’s Lonely Hears Club Band”, “Magical Mystery Tour”, “Álbum branco”, “Yellow Submarine”, “Abbey Road” e “Let It Be” – não estão incluídos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: YAHOO – Notícias – via email.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.