Arquivo mensal: agosto 2014

NOTICIAS BEATLES – Beatles e os 50 anos da conquista norte-americana.

Beatles 202Beatles 30 - Miami Rehearsal - 1964 Beatles 82 - may-31-1964- at the Prince of Wale  Theatre beatles three_

O ano era 1964. No mês de fevereiro, quatro garotos britânicos pisaram nos Estados Unidos pela primeira vez e foram saudados por uma multidão já eufórica pela Beatlemania. John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr desembarcaram em Nova York para conquistar o país. A tacada certeira veio dois dias depois, quando o grupo fez sua estreia na televisão norte-americana no programa The Ed Sullivan Show. As cinco canções apresentadas ao vivo foram vistas por cerca de 74 milhões de pessoas, isso sem contar nos outros milhões que assistiram do Canadá.

Em seguida, os Beatles fizeram seu primeiro concerto em um estádio, no Washington Coliseum, para 8.000 pessoas. Voltaram para Nova York em seguida para dois concertos com casa cheia, no Carnegie Hall. Foram atração de novo no The Ed Sullivan Show, com transmissão ao vivo do The Deauville Hotel, em Miami, com audiência com cerca de 70 milhões de pessoas, cerca de 40% da população dos Estados Unidos na época.

John 8 - Blackpool Night Out Rehearsals - 1 Aug 1965

Para comemorar o cinquentenário desse sucesso, o selo Universal Music coloca nas prateleiras os álbuns do quarteto lançados nas lojas norte-americanas (The U.S. Albums). Embalados em caixa de papelão, os discos são diferentes do material existente na Inglaterra. Além de terem outros nomes, as obras contam com outras faixas e capas.

Paul 166

No total, 13 discos ganham relançamento. Todos os títulos podem ser apreciados em mono e estéreo, com exceção de The Beatles’ Story e Hey Jude, que chegam às lojas em versão estéreo. Reunidos em uma caixa especial (R$ 672 em média), os relançamentos trazem as capas e encartes originais. Além disso, um livreto com 64 páginas com fotos do grupo e um ensaio assinado pelo executivo de televisão Bill Flanagan também ilustram a empreitada.

George 26

Com exceção de The Beatles’ Story, um documentário, todos os outros podem ser adquiridos indivualmente (R$ 35 em média). Entre os álbuns que chegam ao mercado brasileiro estão Meet The Beatles! – que vendeu em duas semanas 3,5 milhões de cópias – e The Beatles’ Second Album. Outro que ilustra a coleção é Beatles’65. Lançado em 15 de dezembro de 1964, o trabalho é o sétimo da discografia nos Estados Unidos e traz faixas como No Reply, Baby’s in Black e Honey Don’t. Outro que chega às lojas é a coletânea The Early Beatles, oitavo álbum para o mercado norte-americano.

Ringo 8

É do álbum Beatles VI que saltam faixas como Kansas City, Eigh Days a Week e Tell Me What You See. Ainda fazem parte dos festejos os discos Help! – da trilha sonora do filme homônimo –, Rubber Soul, Yesterday And Today, Revolver e Something New.

 

 

Fonte:  Diário do Grande ABC – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina

BEATLES DIA A DIA

26 de agosto de 1963

Concerto dos Beatles no Odeon Cinema em Southport. Entre as outras atrações, Cilla Black faz sua primeira grande aparição ao vivo em palco.

beatles 19631962Beatles 1963Brian Epstein and Cilla Black

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Paul McCartney leiloa violão para salvar elefantes.

Paul Albany 05-07-2014

Parte da campanha #SaveElephants, a ação foi realizada pela ONG The Nature Conservancy (TNC) em parceria com a fabricante de instrumentos Martin Guitar.

Sâo Paulo – No último Dia Mundial dos Elefantes, 13/08, um leilão on-line por um violão autografado pelo ex-Beatle Paul McCartney angariou 50 mil dólares (aproximadamente 113 mil reais) para salvar elefantes da África, dando-lhes mais segurança contra caçadores.

Parte da campanha #SaveElephants, a ação foi realizada pela ONG The Nature Conservancy (TNC) em parceria com a fabricante de instrumentos Martin Guitar, que doou o violão Martin D-28.

Paul 138 - Violão leiloado acima da assinatura, McCartney escreveu Este violão salva elefantes.

Logo acima da assinatura, McCartney escreveu “Este violão salva elefantes”.

 

Não é a primeira vez que McCartney atua pela causa dos animais: além de ser vegetariano, comprou propriedade na Inglaterra para proteger cervos selvagens de caçadores e escreveu ao Ministro das Florestas da Índia em 2012 pedindo a libertação de um elefante cativo que era explorado para performances.

Em 2013, o comércio ilegal de marfim foi responsável pela morte de, aproximadamente, 20 mil elefantes africanos, revelou relatório da Convenção de Comércio Internacional de Fauna e Flora Selvagens.

De acordo com a TNC, a população da espécie no continente em 1980 era de 1,2 milhão de exemplares, enquanto hoje restaram apenas 430 mil na natureza.

 

 

Fonte: Exame.com – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

 

 

 

“WITH A LITTLE HELP FROM MY FRIENDS” – “Feita especialmente para Ringo”.

Ringo 1Ringo+Starr+tumblr_mqkqe061YL1rfyt4ro1_500Ringo 4Ringo 5BUMZoyBIcAAuZVI

Essa canção foi feita especialmente para Ringo cantar e é considerada seu melhor trabalho vocal. Trata-se de uma dessas composições para a qual John e Paul tinham apenas a melodia e o titulo – originalmente, “Bad Finger Boogie”. Conta a lenda que esse titulo influenciou um grupo chamado The Ivies a ponto de eles trocarem o nome para Bad Finger. A letra foi saindo enquanto os dois batucavam ao piano e tentavam descobrir rimas. Talvez por isso não tivessem nenhuma segunda ou terceira intenção além de rimar ao escreverem “I get high with a little help from my friends” (eu fico alto com uma ajudinha dos meus amigos), como acreditaram alguns. A canção se tornou mais um clássico beatle, recebendo inúmeras versões – das quais a mais famosa é a de Joe Cocker.

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

“SGT. PEPPER’S LONELY HEARTS CLUB BAND”.

3932829892_31b94c867dfd215-393183bbrianepstein_2403025bBUMZoyBIcAAuZVI

A Banda do Sargento Pimenta faz sua entrada triunfal. Aqui, os Beatles acentuam o que haviam feito em “Rain” cerca de um ano antes, ou seja: utilizam guitarras pesadas em primeiro plano e não só como mero acompanhamento. Também é aqui que começa a brincadeira com estéreo: o coro começa no canal esquerdo, movendo-se para o centro. Quando Paul canta pela segunda vez, sua voz entra no canal direito. Foi essa canção que deu inicio a toda a história da Banda do Sargento Pimenta. Paul seu autor, lembra do começo: – Eu estava pensando em boas frases, como SargentPepper, LonellyHeartsClubBand e as duas vieram juntas, não sei por quê.  Essa banda é um pouco de banda de metais, mas um pouco de banda de rock também, porque tem aquela coisa de São Francisco. É ele quem faz os vocais principais, além de acompanhar John e George no corinho. Os metais e os órgãos, que tem mais destaque no final, caracterizam bem a banda a que Paul se referiu. A canção termina com a apresentação do cantor BillyShears e emenda na faixa seguinte. Ringo começa a cantar “With a LittleHelpFrommy Friends” como se fosse ele o tal de BillyShears. – Ringo é BillyShears – explica Paul. – Aconteceu durante a produção do Sgt. Pepper’s. BillyShears foi um nome que imaginamos para rimar com ‘years’. Achamos que era um ótimo nome, tipo EleanorRigby, e introduzia a faixa de Ringo. Para nós foi apenas uma maneira de apresentar a faixa seguinte.

 

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

“Quero informar que ao compartilhar esses posts onde falo sobre a possível vinda de Paul, sim possível, porque muitas vezes eram boatos e deixaram de ser para se tornar realidade, mas quero dizer que, não estou afirmando nada, apenas estou compartilhando como tudo que compartilho sobre os Fab Four, pois para mim tudo que se diz respeito a Beatles junto e carreira solo é importante, todas as noticias que recebo por e-mail, também não estão afirmando nada, apenas está dizendo que estão fazendo algo para ver se conseguem trazer Paul novamente ao Brasil, ninguém está dizendo, Paul vem ao Brasil tal dia, por enquanto são apenas tentativas que podem ou não dar certo, como muitas outras que deram certo ok.

Amo vocês”.

Paul McCartney no Brasil em novembro?

Paul 20Paul 33 - Paul Minnesota - 02 - 08 dia de Paul McCartney

Paul McCartney não vem a Brasil desde maio de 2013, quando tocou em Belo Horizonte, Goiânia e Fortaleza. Um ano em três meses depois, seus fãs estão com saudades, organizando movimentos nas redes sociais para “convencer” o astro a visitar suas cidades.

Paul get backPAUL GET BACK TO SÃO PAULO - BRAZIL

Boatos indicam que os fãs paulistas terão a oportunidade de assistir a um show do ex-beatle. Com a Allianz Arena, estádio do Palmeiras, em fase final de obras, as empresas responsáveis pelo estádio estariam interessadas em trazer o Macca para inaugurar a arena, em novembro.

Estádio de Futebol Castelão, Fortaleza, 09 de maio de 2013 2Paul McCartney

Ninguém se posicionou oficialmente sobre o assunto até agora, afinal, ainda não há uma data definida para finalização das obras. Paul McCartney seria primeira opção pelo impacto que sua vinda causaria.

Caso o artista inglês confirme sua vinda ao país, mais cidades devem entrar na rota. Se for como nos outros anos, a concorrência entre as cidades para ter seu nome na agenda do cantor deve ser um verdadeira briga de foice. Em 2013, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Goiânia e Fortaleza protagonizaram uma guerra de bastidores para trazer Paul, que optou pelas três últimas pois ainda não havia tocado nos locais.

 

 

 

Fonte:  Clicrbs –  Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Música – Paul McCartney exibe foto inédita dos Beatles em show.

Beatles no Candlestick Park 4Beatles no Candlestick ParkBeatles no Candlestick Park 2

 

Quase todo mundo sabe que a última vez que os Beatles se apresentaram publicamente foi no telhado de sua gravadora, a Apple Corps. Foram nove tomadas de cinco músicas até que a polícia interrompesse a festa, eternizada no documentário “Let It Be”, de 1970.

O último show que o “fab four” fez para uma plateia pagante, porém, aconteceu três anos antes, dia 29 de agosto de 1966, no Candlestick Park de São Francisco. Construído para o time de futebol americano San Francisco Giants e casa dos 49ers até o final de 2013, o estádio deve ser demolido em breve. E Paul McCartney foi o último artista a se apresentar nele.

Paul 130 - Paul McCartney – Foto - MJ Kim - Reprodução

Durante uma versão de “Long Tall Sally”, cover de Little Richards que os Beatles tocaram ao vivo durante quase toda a carreira e última música que o grupo tocou antes de anunciar que estava se retirando dos palcos, McCartney mostrou no telão uma foto inédita do quarteto nesse show final.

O responsável pela imagem foi Jim Marshall, falecido em 2010, o único fotografo que teve acesso irrestrito à despedida dos Beatles. A imagem fará parte do livro “The Haight: Love, Rock and Revolution”, escrito por Joel Selvin e com lançamento programado para 14 de outubro pela Insight Editions.

 

 

Fonte: Noticias-Portal Bragança – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES

Há 50 anos, os Beatles pediam 160 contos para tocar em Portugal. Mas não vieram.

Beatles 21 - John Lennon Paul McCartney George Harrison and Ringo Starr during rehearsals in Blackpool Night Out August 1965Beatles 22 - Virginia Harry and John Lennon at the ABCBeatles 29 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 28 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 27 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 26 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965

A primeira entrevista dada pelos Beatles a um jornal português aconteceu em agosto de 1964 – nela, os Fab Four admitiam poder vir a tocar em Portugal…

A primeira entrevista dos Beatles a um jornalista português aconteceu na Suécia, em agosto de 1964, entre os Fab Four e o correspondente do Diário de Lisboa em Estocolmo.

Na conferência de imprensa na capital sueca, César Faustino perguntou aos Beatles qual seria o seu preço para atuarem em Portugal.

BsEOgqdCIAAu6e2Bg12momIIAAPUEA

Mais tarde, num “encontro confidencial”, “Mr. Taylor, chefe da comitiva e braço direito de Brian Epstein” deu a resposta ao Diário de Lisboa: “Duas mil libras (160 contos) por espetáculo e pagamento de todas as despesas de viagens e estadia. Não foram mencionadas as percentagens sobre as entradas que o grupo também costuma receber, como aconteceu em Estocolmo, onde os Beatles extraíram, líquidos, 600 contos, tendo a organização custado cerca de 300 e o organizador (a Associação de Turismo) recebido quase 500 contos”.

Na altura, os Beatles admitiram poder vir a atuar em Portugal, “mas nunca antes de janeiro ou fevereiro de 65”. O concerto nunca chegou a acontecer.

O repórter perguntava ainda se era verdade que os Beatles haviam passado por Lisboa, a caminho das Caraíbas, o que os britânicos confirmaram. Na altura, Paul McCartney ter-se-á registado no hotel como Manning e Ringo Starr como Stone.

fotos raras Beatles por Ringo Paul McCartney em Miami, na primeira viagem dos Beatles para os Estados Unidos, em 1964fotos raras Beatles por Ringo 4 John Lennon em viagem para Miami, em 1964celebridades-fotos-raras-beatles- George Harrison na primeira viagem dos Beatles para os EUA, em 1964, Miamifotos raras Beatles por Ringo 3 Ringo Starr e John Lennon em Tobago, em 1966

César Faustino descrevia George Harrison como o mais “sisudo”, McCartney como o “criativo”, Ringo como “imprevisível” e John Lennon como “sarcástico”.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Blitz – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – ABBEY ROAD

Vigilantes podem acabar com “baderna” de visitantes da rua de Abbey Road.

Abbey Road 17 - A escolhida, todo sabem qual foi…Abbey Road 16Abbey Road 15Abbey Road 14

O conselho de Westminister City, em Londres, está discutindo a ideia de colocar guardas municipais no cruzamento em frente ao estúdio Abbey Road.

Um conselheiro confirmou, em entrevista à AFP, que a situação é discutida há anos. Porém, a solução, ainda não encontrada, pode se encaminhar para que vigias fiquem de plantão no local, para controlar o fluxo.

Abbey Road 11Abbey Road 6

Icônico por, entre outros motivos, batizar o penúltimo disco dos Beatles, o estúdio também foi eternizado aos olhos da cultura pop: a foto da capa do álbum foi feita no cruzamento que dá acesso a Abbey Road.

Abbey Road 7Abbey Road 3

Dessa forma, turistas de todo o mundo fazem fotos que recriam a imagem da capa de “Abbey Road”, No entanto, muitas vezes o luxo dos visitantes interrompem o tráfego e causam até mesmo acidentes de trânsito no local.

 

Fonte: Revista Cifras – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

AEG negocia para Paul McCartney fazer primeiro grande show da Arena.

Paul 106 - Paul In Phoenix,US Airways Center ‪#‎OutThere‬ - 12 - 08 - 2014Paul 20

Com 95% de suas obras completadas, o Allianz Parque começará a receber eventos-teste no fim do mês. E o sonho da AEG, empresa gestora da arena, é fazer um show de Paul McCartney ainda neste ano.

Frame Giro-Allianz-Parque-Reproducao.

Até o concerto do ex-Beatle é considerado um teste, já que será o primeiro grande show do antigo Palestra Itália. Mesmo que a expectativa seja de ter jogos apenas a partir de outubro, a programação do estádio começará em no máximo três semanas. Espera-se fazer eventos com aumento de público gradativos. Caso a negociação com Paul McCartney vingue, o plano é receber o cantor inglês entre novembro e dezembro.

Paul 6

 

Para o ano que vem, o show dos Rolling Stones está na lista do Allianz Parque. Nos dois casos, porém, o acerto depende da aceitação dos artistas e da empresa que promoverá os shows. A banda tem sua presença no Brasil definida, mas por ser provavelmente sua última turnê mundial, a concorrência para receber o show na capital paulista é grande. Pesa em favor do estádio alviverde o fato de as duas atrações serem gerenciadas pela AEG.

 

 

Em vias de ser entregue, o estádio, fechado desde 2010, é motivo de briga na Justiça entre Palmeiras e WTorre. As duas partes têm divergências em relação a pontos do contrato, firmado por 30 anos. O principal entrave está na indefinição sobre qual o dono das cadeiras do Allianz Parque. Depois de não se acertarem, clube e construtora estão em disputa na corte arbitral, que corre de forma sigilosa. A discussão pode levar até dois anos para ser resolvida.

 

 

 

Fonte:  Esporte O Povo – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.