Arquivo mensal: agosto 2015

“Rock Raccon” – “Clima de saloon”.

John Lennon e Paul McCartney Abbey Road studios Londres-1968

?????????????????????????????????????????????????????????

John 34 - LET IT BEBeatles álbum branco 10Beatles álbum branco 9Beatles álbum branco 6

Nesse canção country/folk, Paul conta uma longa história de amor e traição que poderia perfeitamente ser o roteiro de um filme de bang-bang norte-americano. Ele a compôs ainda na Índia. Faz os vocais principais e o backing vocal, ao lado de John e George. John toca outra vez sua harmônica, coisa que não fazia desde as primeiras gravações. O piano de George Martin ajuda a criar o clima de saloon, completado pela harmônica de John, Paul sempre foi um apreciador de country.

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

“Piggies” – “Sai o melro de Paul, entram os porquinhos de George”.

63094-3-georgefotogeorge-harrison-1968George 248George 11George 05

Continuam os bichos: sai o melro de Paul, entram os porquinhos de George. A letra fala de lindos porquinhos na lama e, depois, de porquinhos de camisa branca comendo bacon com suas esposas. Consta que seria uma agressão sarcástica aos glutões (gananciosos) que só querem saber de faturar em cima dos outros – inclusive dos Beatles. George está nos vocais, fazendo a segunda voz também, em alguns trechos. Quem produz os impecáveis ruídos suíno é John Lennon.

BhSyapzIYAAcqtVBeatles álbum branco 11Beatles álbum branco 7George 84 - White album sessions George 85

 

 

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

 

Fonte: S.S.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Paul 196 - Paul in Tokyo, Japan Second Night  - 2015 - #OutThere Paul 197 - Paul in Tokyo, Japan Second Night  - 2015 - #OutThere Paul 324 - Seoul, South Korea - May 2, 2015 - #OutThere Paul 325 - Seoul, South Korea - May 2, 2015 - #OutThere Paul 326 - Seoul, South Korea - May 2, 2015 - #OutThere

Paul McCartney temeu pela própria vida após o assassinato de John Lennon.

Após o assassínato de John Lennon em 1980, ao sair do seu apartamento em Nova Iorque, Paul, George e Ringo ficaram assustados, confessou Paul em entrevista. Paul lembrou mesmo um momento em que viu um grupo de homens armados à porta de sua casa.

Paul 573

“Foi estranho porque nos dias que se seguiram, eu estive em casa”, contou Paul à Uncut. Paul vivia numa zona de bosques no sul da Inglaterra. “Olhei lá para fora e vi alguém com uma arma, uma semiautomática”. O homem que Paul via no bosque junto à sua casa estava vestido com equipamento militar, e depois Paul percebeu que havia mais. “Era um grupo deles. Pensei, ‘Porra, o que está acontecendo?'”

“Liguei para a polícia. Eram manobras do exército”, concluiu o músico na entrevista em que falou do período após a morte do seu amigo John Lennon. “Meu Deus, nem sei como sobrevivi. Nem sei como não caí logo morto de susto”.

Paul 746Paul 820 - Lollapalooza Festival, Chicago - July 31, 2015 - #OutTherePaul 819 - Lollapalooza Festival, Chicago - July 31, 2015 - #OutThere

Paul McCartney, hoje com 73 anos, confessou recentemente que deixou de fumar canábis por causa dos filhos e dos netos, embora tenha sido fumador assíduo durante décadas. Paul experimentou a droga pela primeira vez com Bob Dylan.

Fonte: DNP – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Paul 30 - Paul and George Martin during the recording of 'Pipes of Peace' at AIR London studios, 1982. Paul 12 - Paul and Stevie Wonder at Strawberry Studios South, 1981 - Photo by Linda McCartney Paul 800 - Paul at AIR London during the recording of 'Pipes of Peace'.Paul 18 Paul 819 - Lollapalooza Festival, Chicago - July 31, 2015 - #OutThere Paul 56

Paul é destaque na capa da nova edição da revista Uncut onde fala das futuras reedições de Tug of War e Pipes of Peace.

Paul is featured on the cover of the new issue of Uncut magazine discussing the forthcoming reissues of Tug of War and Pipes of Peace. In the interview with the magazine.

Mais detalhes no site de Paul: http://www.paulmccartney.com/

More details on Paul’s website: http://www.paulmccartney.com/

Fonte: http://www.paulmccartney.com/

Por Marina Sanches – @sancmarina.

“I’m Down”.

Paul 739 Paul 781Paul 98Paul 108

Lançada em 1965 como lado B do compacto que tinha a canção Help! no lado A.

Terceira faixa do lado A do disco “Beatles Forever” foi uma coletânea dos Beatles lançada em 1972.

Beatles 60

Paul 300

Eu poderia fazer a voz de Little Richard, rouca, gritando coisa selvagem, é como uma experiência fora-do-corpo. Você tem que deixar as suas sensibilidades. Você realmente tem que ir fora de si mesmo … Costumava cantar as coisas dele, mas chegou um ponto em que eu queria a minha própria, então eu escrevi I’m Down.

Paul McCartney

Many Years From Now, Barry Miles.

I’m Down foi escrito na casa dos pais de Jane Asher, em Wimpole Street, em Londres. Como Help!, ele mostrou um lado negativo.

Ao contrário de Help!, no entanto, I’m Down foi claramente mais do que brincando sério, com linhas como “O homem compra o anel, mulher joga fora / A mesma coisa velha acontece todos os dias”, e “Nós estamos sozinhos e não há mais ninguém / Você ainda gemer, “Mantenha suas mãos para você mesmo!“

Paul 44 - SHEA STADIUM Paul 45 - Shea Stadium Paul 46 - Shea Stadium Paul 47 - Shea Stadium Paul 48 - Shea Stadium

Eu não tenho certeza se John tinha alguma participação nela, na verdade, eu não acho que ele fez. I’m Down foi o meu rock ‘n’ roll shouter. Eu acabei fazendo isso no Shea Stadium. Funcionou muito bem para esse tipo de lugar, foi uma boa música palco, e na medida em que eles são difíceis de escrever, eu tenho orgulho disso. Esses tipos de canções com quase qualquer melodia, rock ‘n’ roll, são muito mais difíceis de escrever do que baladas, porque não há nada para eles.

Paul McCartney

Os Beatles abriram sua turnê norte-americana de agosto 1965 no Shea Stadium, realizando a uma multidão de 55.600 – a maior audiência do grupo. Durante a sua versão frenética de I’m Down – que fechou o concerto – John Lennon tocou um órgão Vox Continental, às vezes com os cotovelos. O clipe pode ser visto em Antologia DVD.

John 10

Eu estava colocando o meu pé sobre ela e George não conseguia tocar por rir. Eu estava fazendo isso para rir. As crianças não sabiam o que eu estava fazendo.

John 86 - Shea StadiumBeatles 125 - Shea StadiumBeatles 124 - Shea StadiumBeatles 123 - Shea StadiumBeatles 122 - Shea Stadium

Porque eu fiz o órgão em I’m Down, decidi tocá-lo no palco pela primeira vez. Eu realmente não sabia o que fazer, porque eu sentia nu sem uma guitarra, então eu estava fazendo tudo Jerry Lee.

John Lennon

Anthology

No estúdio

I’m Down foi gravado em 14 de Junho. Em uma demonstração notável de sua versatilidade musical, Paul McCartney  “I’ve Just Seen A Face” foi gravada mais cedo, e à noite, ele cantou a balada intemporal “Yesterday”.

This Little Richard-inspired, larynx-shredding rocker, written by Paul McCartney, was originally released as the b-side to the Help! single.

I could do Little Richard’s voice, which is a wild, hoarse, screaming thing, it’s like an out-of-body experience. You have to leave your current sensibilities and go about a foot above your head to sing it. You have to actually go outside yourself… A lot of people were fans of Little Richard so I used to sing his stuff but there came a point when I wanted one of my own, so I wrote I’m Down.

Paul McCartney

Many Years From Now, Barry Miles

I’m Down was written at the house of Jane Asher’s parents, in London’s Wimpole Street. Like Help!, it showed a negative side not often associated with the Moptops.

Unlike Help!, however, I’m Down was clearly more joking than earnest, with lines such as “Man buys ring, woman throws it away/Same old thing happens everyday”, and “We’re all alone and there’s nobody else/You still moan, ‘Keep your hands to yourself!'”

I’m not sure if John had any input on it, in fact I don’t think he did. I’m Down was my rock ‘n’ roll shouter. I ended up doing it at Shea Stadium. It worked very well for those kind of places, it was a good stage song, and in as much as they are hard to write, I’m proud of it. Those kind of songs with hardly any melody, rock ‘n’ roll songs, are much harder to write than ballads, because there’s nothing to them.

Paul McCartney

The Beatles opened their North American tour of August 1965 at Shea Stadium, performing to a crowd of 55,600 – the largest audience the group ever drew. During their frenzied version of I’m Down – which closed the concert – John Lennon played a Vox Continental organ, at times with his elbows. The clip can be seen on the Anthology DVD collection.

I was putting my foot on it and George couldn’t play for laughing. I was doing it for a laugh. The kids didn’t know what I was doing.

Because I did the organ on I’m Down, I decided to play it on stage for the first time. I didn’t really know what to do, because I felt naked without a guitar, so I was doing all Jerry Lee – I was jumping about and I only played about two bars of it.

John Lennon

Anthology

In the studio

I’m Down was recorded on 14 June. In a remarkable demonstration of his musical versatility, McCartney’s I’ve Just Seen a Face was recorded earlier that afternoon, and in the evening he sang the timeless ballad Yesterday.

Fonte: http://www.beatlesbible.com/

Por Marina Sanches – @sancmarina.

PS – Tentei traduzir foi muito difícil, queria muito falar sobre a música, como estou fazendo a um bom tempo, não sei se ficou bom, tem algumas coisas que achei sem sentido, ainda estou aprendendo e sou sincera, tive ajuda do Google tradutor e também traduzi com o pouco que sei, desculpem a sinceridade e se acaso não entenderem.

“BLACKBIRD” – “Pássaro preto, pegue essas asas quebradas e comece a voar” .

Paul+McCartney+I+want+youPaul 79

?????????????????????????????????????????????????????????

Paul revelou que o acompanhamento do violão foi inspirado em “Bourée em mi menor” de Bach. A música de Bach era originalmente para violão clássico, instrumento que Paul e George Harrison tentaram aprender na juventude, portanto é caracterizada pela melodia em notas graves de baixo tocadas simultaneamente com cordas agudas e graves. Paul decidiu alterar algumas notas de Bach, criando a base para Blackbird. A letra é uma metáfora sobre os conflitos raciais e direitos civis na América, principalmente da situação das mulheres negras.

 

 

Paul leu uma notícia no jornal que relatava os conflitos raciais nos Estados Unidos, e o sofrimento de mulheres negras para ingressar na sociedade. A música é uma espécie de apoio e o melro-preto simboliza a mulher negra. Quando ele diz: “Pássaro preto, pegue essas asas quebradas e comece a voar” é como se fosse um conselho, do tipo: levante! Tome uma atitude! “Por toda sua vida você só esperou esse momento pra ser livre.

Martin Luther King, principal nome da luta contra o racismo nos Estados Unido, faz seu famoso discurso “Eu tenho um sonho” durante a Marcha pelo Trabalho e Liberdade em Washington, em 1963. O assassinato de King em 68 gerou manifestações por todo o país

A canção foi gravada em 11 de junho de 1968 no Abbey Road Studios, com George Martin na produção e Geoff Emerick como engenheiro de som. Paul toca um violão Martin D28. A faixa inclui um som de um autêntico melro-preto (Blackbird) cantando no final.

 

 

Paul mostra que da para fazer muito mesmo sozinho. A estrutura da canção não é usual, trazendo três versos que transgridem de 3/4, 4/4 e 2/4 na construção métrica. E na escala de Sol e é tocada com um estilo único de dedilhado e vibrato nas notas graves. A canção foi gravada apenas por Paul, que canta e toca o violão. Foi a pedido dele que foi colocado um microfone no assoalho do chão do estúdio, para que se ouvissem suas batidas ao estilo folk.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

 

 

“I’m so Tired” – “Estou tão cansado”.

albumbranco05 proxyJOHN E PAUL ÁLBUM BRANCO
John compôs essa música para Yoko e quem já sofreu de insônia alguma vez na vida é capaz de sentir a aflição ao ouvi-la: “I’m so tired” quer dizer “estou tão cansado” e a letra conta que ele não consegue dormir há… 3 semanas. Como se não bastasse, tudo é cansaço e falta de sono: o andamento, a batida pesada de Ringo, o arranjo e a voz arrastada e depois desesperada de John. É ele que faz os vocais, acompanhado pela vocalização de Paul em alguns trechos.
1968 44266061656_50d29767f9_zJohn 48Beatles álbum branco 13
No final da faixa, há uns murmúrios incompreensíveis. Na época que correu o boato da morte de Paul, essa era uma das “provas” que os “beatle-intérpretes” apresentavam. Segundo eles, se você rodasse o disco ao contrário (o que não é recomendável, pois acaba com a agulha) nesse trechinho, ouvira nitidamente a voz de Ringo dizer “Paul is dead, man, miss him, miss him”, ou seja: “Paul está morto, cara, que saudades dele”.
 
Por Marina Sanches – @sancmarina
Fonte: S.S.