“She Loves You”.

Lançada primeiramente no lado-A de um compacto simples no Reino Unido, em 23 de agosto de 1963, escrita por John e Paul.

John e Paul 16 John e Paul 17 John e Paul 18 - John and Paul in studio, 1964. John e Paul 19 John e Paul 22 - John Lennon and Paul McCartney recording She Loves You, July 1st, 1963.Paul e John 03Paul e John 07 - 1964Paul e John 25

“She Loves You” é considerada a precursora da Beatlemania com o surgimento dos gritos, “yeah-yeah-yeah”, dando aos Beatles, no Brasil, o título de “reis do ié-ié-ié” durante os anos 60, visto no Brasil, em janeiro de 1965, a gravadora Odeon lançou o terceiro álbum dos Beatles intitulado em Português: Os Reis do Ié, Ié, Ié que era também o título em Português do filme dos Beatles A Hard Day’s Night, no Brasil. Na canção chamam a atenção o famoso falsete “uuu” que lembra o dos Isley Brothers.

Primeira faixa lado A do álbum “A Collection Of Beatles Oldies”.

Beatles 280

A letra, no entanto, foi algo não convencional. O uso do, então irreverente, “yeah,” em vez do mais educado e próprio “yes,” era uma ‘marca’ da geração “rebelde.” A geração que quebrou o conservadorismo deixando seus cabelos crescerem, usando roupas mais e mais extravagantes, e que eventualmente chegou ao psicodelismo todo no verão de 1967.

Um engenheiro técnico do estúdio dos Beatles, Norman Smith, captou perfeitamente o espírito da letra da canção: “eu estava arrumando os microfones quando eu vi a letra pela primeira vez no ‘stand’ “:

Beatles 282 - Beatles and Norman Smith Norman Smith 01 George Martin e Norman Smith 01

“She loves you, yeah, yeah, yeah

She loves you, yeah, yeah, yeah

She loves you, yeah, yeah, yeah! ”

“Eu pensei, ‘ai meu Deus, mas que letra! Esta vai ser uma daquelas que eu não gosto.’ Mas, quando eles começaram a cantar–boom! Uau!!! Incrível!!! Eu estava na mesa de mixagem, correndo de um lado para o outro.”

Apesar ainda de outros críticos terem ridicularizado os “yeahs,” estes gritos tiveram um enorme efeito na futura imagem dos Beatles e da nova geração toda na Europa, como que no resto do mundo, eles se tornaram os “yeah-yeah-yeah” do rock’n roll!

A letra, também já mencionado acima, foi escrita na terceira pessoa, como uma pessoa dando um conselho a um amigo: “ela te ama, sim” diz a letra, que por si, demonstrava grande parte da mudança desta nova geração que apareceu nos fim dos anos de ’50s e durante os anos de ’60s. Uma geração amorosa, querendo mais a paz e o amor ao seu próximo—e os Beatles conseguiram sintetizar estes sentimentos em suas letras—o que a nova geração parecia estar sedente para ouvir. Na letra, os cantores dizem ao ‘seu amigo,’ aos gritos de alegria, que embora ele pense que ele perdeu sua namorada, acabou que ela realmente se importa por ele e ela o ama. Eles ainda aconselham ao ‘amigo’: “be glad” (Trad Pt. “ser feliz”). O “yeah yeah yeah” é a essência desta manifestação de alegria. E como mágica esta alegria radiante saiu pelos alto-falantes e se fez real aos consumidores do mundo todo.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S. – Pesquisa.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.