Arquivo mensal: abril 2016

“Remember”.

Canção de John lançado em seu álbum solo oficial “John Lennon / Plastic Ono Band” – 1970.

 A canção foi influenciada pela sessões de terapia primal com o Dr. Arthur Janov , e as letras refletem as coisas normalmente lembrado em terapia. As memórias descritas são desagradáveis, de conflito com a família, autoridade e colegas. John emprega sua sagacidade..

No final da canção, John canta um trecho do poema Recorde, recorde, o quinto de novembro, em seguida, uma explosão é ouvida. Esta é uma referência a Guy Fawkes noite de um feriado na Inglaterra comemorado com fogos de artifício. Em uma entrevista com Jann Wenner, John disse que isso era improviso, e que mais tarde ele decidiu usar deve ser o ponto culminante da música.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

“Please Please Me”.

Beatles em Hamburgo 1962 1Beatles em Hamburgo 1962 2Beatles em Hamburgo 1962 5Beatles em Hamburgo 1962

Os Beatles já tinham feito um pouco de sucesso com a canção “Love me do”, mas fora a cidade natal deles, Liverpool, e a cidade onde tocaram por uma temporada, Hamburg, eles ainda eram praticamente desconhecidos do público. Parte do problema foi que o grupo tinha compromisso para fazer alguns shows em Hamburgo e não puderam promover a canção recém lançada pelo Reino Unido. Mesmo assim, o produtor George Martin sentiu que os Beatles eram promissores e começou a trabalhar em um novo single.

Segundo George Martin, a canção “Please Please Me” era originalmente mais lenta e tinha poucas chances de se tornar o sucesso que a banda procurava. Martin disse: “Eu pensava que nós deveríamos lançar um single com “How Do You Do It” – uma composição de Mitch Murray que George Martin tinha insistido para que os Beatles gravassem com uma possibilidade alternativa para o single lançado “Love Me Do”. O grupo insistia que estava somente interessado em escrever suas próprias canções.

Beatles no Washington Colliseum 1Beatles no Washington Colliseum 6Beatles no Washington Colliseum 2Johnny

John Lennon inspirou-se em Roy Orbison para escrever a canção. John Lennon disse: “Eu me lembro do dia que escrevi a canção, eu ouvi Roy Orbison fazendo “Only The Lonely” na rádio. Eu também estava intrigado com as palavras de Bing Crosby em uma canção “Please lend a little ear to my pleas”. O duplo sentido para a palavra “please”. Por isso a minha canção era uma combinação de Roy Orbison com Bing Crosby”. Por sugestão de George Martin os Beatles consideraram mudar a canção, inclusive acelerando-a em seu tempo. Quando eles voltaram para um sessão no estúdio em 26 de novembro de 1962, o arranjo da canção tinha sido radicalmente alterado. Agora ela era mais rápida e os Beatles usaram 18 takes para gravá-la.

A harmônica que Lennon usou para iniciar a canção era similar a outras compsições da fase inicial dos Beatles como em “Love Me Do” e “From Me to You”. Paul McCartney e John Lennon inicialmente dividem os vocais com Paul cantando a nota mais alta enquanto John diminui a escala, um truque que eles aprenderam com a canção que era sucesso no Reino Unido dos Everly Brothers, “Cathy’s Clown” (abril de 1960). Os Beatles tocaram “Please Please Me” no programa de televisão britânica Thank Your Lucky Stars.

Há três diferentes mixes para a canção, duas em mono e uma em estéreo. A mono mix aparece no single e não é a mesma do álbum Please Please Me, que tem uma eco extra. O estéreo mix foi retirado dos 16, 17 e 18.

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

“Goodnight Vienna”.

É o quarto álbum de estúdio de Ringor. Foi gravado em 1974, durante o verão daquele ano em Sunset Studios, em Los Angeles, com o produtor Richard Perry e a companhia de músicos como Elton John, Jim Keltner, John Lennon, Harry Nilsson, Vini Poncia, Billy Preston, Klaus Voormann.

Enquanto todos os outros três ex- Beatles haviam contribuído para Ringo (1973), John contribuiu para “Goodnight Vienna”, Paul estava ocupado com a sua banda Wings promovendo o álbum “Band on the Run” e George estava gravando “Dark Horse”.

 

Em 17 de junho de 1974, Ringo chamou John, que estava prestes a gravar seu álbum “Walls and Bridges”, e pediu-lhe para escrever uma música que ele poderia incluir em seu próximo álbum. John escreveu o que se tornou a faixa-título, “Goodnight Vienna”. A demo de “(It’s All Down to) Goodnight Vienna” foi gravado por John em 28 de junho, com os músicos de Walls & Bridges enviado para Ringo antes das sessões. Além de escrever e tocar piano na faixa título, John sugeriu para Ringo “Only You (And You Alone)” The Platters tocando violão. Ringo gravou versões de ambos os “Only You (And You Alone)” e “(It’s All Down to) Goodnight Vienna” foram gravadas em uma sessão produzida por John. Elton John também contribuiu com uma faixa, “Snookeroo”, co-escrito com Bernie Taupin. Harry Nilsson deu para Ringo faixa “Easy for Me”, que mais tarde gravou sua própria versão para a sua Duit on Mon Dei album.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

S.S.

BEATLES DIA A DIA

27 de abril de 1993

Antes de um show em Memphis, Paul grava nos bastidores uma participação com Carl Perkins para o programa “Go Cat Go” da HBO.

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

BEATLES DIA A DIA

27 de abril de 1966

Os Beatles gravam “I’m Only Sleeping” em 11 takes. John decide que a música deve conter um solo de guitarra inserido de trás pra frente.

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY.

Rolling Stones, Paul McCartney, The Who e Bob Dylan num só festival.

O vocalista dos The Who Roger Daltrey confirmou os rumores que andavam a correr pela Internet: está a ser organizado um mega festival cujo cartaz é composto por algumas das maiores lendas do rock mundial.

“Acho que atuamos no mesmo dia que Roger Waters [fundador dos Pink Floyd]. É uma ideia fantástica. Este festival será composto pelos maiores que restam da nossa era”, disse Roger Daltrey ao site canadiano Toronto Sun.

De acordo com o LA Times, a Goldenvoice Entertainment – promotora do Coachella – tenciona organizar o evento no estado da Califórnia (EUA) ainda este ano, nos dias 7, 8 e 9 de outubro.

Elliot Roberts, manager do músico canadiano Neil Young disse à mesma publicação que esteve evento é “muito especial”. “Provavelmente nunca mais terão a oportunidade de ver um cartaz como este”, afirmou.

Segundo a revista Uncut, Bob Dylan e Paul McCartney atuam na primeira noite, os Rolling Stones e Neil Young sobem ao palco na segunda e o último dia do festival fica a cargo dos The Who e Roger Waters.

 

Fonte: Sol.pt – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

NOTICIAS BEATLES.

Austrália divulga imagens inéditas dos Beatles.

O arquivo audiovisual da Austrália tornou públicas terça-feira (26) imagens inéditas dos Beatles filmadas em 1965, pouco antes de uma apresentação na televisão.

A sequência de 49 segundos, em preto e branco e sem áudio, é “realmente excepcional”, afirmou o National Film And Sound Archive (NFSA).

As imagens foram feitas em 1º de novembro de 1965 em um camarim por Dawn Swane, um dançarino e maquiador que trabalhava na época para o canal Granada TV de Manchester (Reino Unido), que gravou o momento com uma câmera de 8 mm.

Beatles 499

“Estava na sala de maquiagem e estávamos bebendo champanhe”, explica Swane, de 83 anos, em um comunicado da NFSA.

“Não se foi John ou Ringo, mas pegaram a câmera e disseram ‘este não é o jeito de usar uma câmera’, e começaram a balançar de cima para baixo. Todo mundo estava brincando”, recordou.

“Mas foi genial, quero dizer que eram boas pessoas, de verdade”, completou.

As imagens são parte de um conjunto doado ao Arquivo Nacional Australiano pela filha de Swane, Melinda Doring. Também há um momento do ator Michael Caine sentado na cadeira de maquiagem.

“Em nossa coleção de filmes caseiros não temos nada tão excepcional”, disse à AFP Tara Marynowsky, uma das coordenadoras do setor de conservação do NFSA.

“É incrível ter algo tão valioso, sobretudo porque Dawn Swane o guardou durante muito tempo. E muitos anos depois descobrimos isto e o tornamos disponível para o público”, completou.

Melinda Doring explicou que assistiu as imagens pela primeira vez quando era adolescente, mas que as descobriu novamente há quatro anos e percebeu que sofriam a chamada “síndrome do vinagre”, que provoca a deterioração do filme.

“Sabia que havia material suficiente para ser preservado e entendi que era o momento de chamar o Arquivo para estabilizá-lo e preservá-lo antes que se perdesse para sempre”, explicou à AFP.

Dawn Swane também conservou documentos do programa de televisão “The Music of Lennon & McCartney” com os autógrafos dos quatro Beatles, assim com do lendário compositor americano Henry Mancini.

 

 

 

Fonte: G1 – GLOBO – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

“Beware of Darkness”.

Canção escrita por George e lançado em seu álbum solo 1970 “All Things Must Pass”. George e Russell cantou a música no Concerto para Bangladesh em 1971, e Eric Clapton realizou o Concerto para George em 2002. Assim como o conteúdo de “My Sweet Lord”, reflete a influência do Radha Krishna Temple.

“Beware of Darkness” é uma balada contendo imagens densa. A canção marca um retorno às preocupações espirituais nas músicas de George, como “Dentro de você sem você “. A letra de “Beware of Darkness “refletem a filosofia do Radha Krishna Temple, com a qual George estava envolvido, em que as preocupações espirituais devem sempre substituirem as coisas materiais. Nos versos,as pessoas são advertidas contra várias influências corruptas. Entre as potenciais influências corruptoras são homens políticos ( “líderes gananciosos”) e ídolos pop ( “cair swingers”). Além disso, as letras avisam contra os pensamentos negativos ( “pensamentos que perduram”), uma vez que estas influências corruptoras e pensamentos negativos podem levar a maya(ilusão) , ou ilusão, o que distrai as pessoas do verdadeiro propósito da vida.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.