Arquivo mensal: junho 2016

NOTICIAS BEATLES.

“While My Guitar Gently Weeps”, dos Beatles, ganha novo clipe

Graças ao Cirque du Soleil, os Beatles lançaram um novo clipe nesta quarta-feira. “While My Guitar Gently Weeps” ganhou um vídeo baseado no espetáculo “LOVE”, da companhia, que completa 10 anos em 2016 e volta aos palcos no dia 14 de julho.

 

Com direção de Dandypunk, André Kasten e Leah Moyer, o vídeo destaca os elementos da performance. Ilustrações feitas à mão pelo próprio Dandypunk envolvem a artista circense Eira Glover em uma série de locações fantásticas.

A versão orquestral de “While My Guitar Gently Weeps” utilizada no vídeo foi gravada em 2006, no Air Studios, e o arranjo é assinado pelo lendário produtor do quarteto de Liverpool, George Martin. Estas sessões foram o último trabalho em estúdio de Martin, que morreu em março deste ano.

Fonte: Correio do Povo – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

BEATLES DIA A DIA

29 de junho de 1978

Paul e Wings começam a gravar o álbum “Back to the Egg” no Spirit of Ranachan Studios na Escócia.

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

BEATLES DIA A DIA

29 de junho de 1964

 

O último show dos Beatles na Austrália acontece em Brisbane.

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

“God”.

Canção do primeiro álbum solo de John após seu desligamento dos Beatles. A canção foi objeto de polêmica após o lançamento, por tratar de tema de cunho religioso.

John descreve Deus (God) como “um conceito pelo qual medimos nossa dor” (“a concept by which we measure our pain”).

Na segunda seção da música, ele lista algumas personalidades e conceitos religiosos nos quais não acredita, concluindo que só acredita em si mesmo e em Yoko. Os ídolos citados são, pela ordem: Mágica, I Ching, Bíblia, Tarô, Hitler, Jesus, Kennedy, Buda, Mantra, Gita, Ioga, Reis, Elvis, Zimmerman (Bob Dylan) e os Beatles.

Na última parte, John fala do que mudou nele após o fim dos Beatles. Ele afirma que não é mais o “Sonhador” (Dreamweaver) ou “A Morsa” (citada na canção I Am the Walrus), mas apenas “John”. Ao final, decreta: “O Sonho Acabou” (“The dream is over”).

A canção, junto a declarações polêmicas do ex-Beatle sobre religião, como “somos mais populares que Jesus”, renderam-lhe fama de ateu. Entretanto, John nunca confirmou esse suposto ateísmo, declarando-se, em uma entrevista, agnóstico.

Afinal anos mais tarde ele fez uma música onde ele pede a Deus para abençoar o amor dele e Yoko –

Grow Old With Me

Grow old along with me

The best is yet to be

When our time has come

We will be as one

God bless our love

God bless our love

 

Grow old along with me

Two branches of one tree

Face the setting sun

When the day is done

God bless our love

God bless our love

 

Spending our lives together

Man and wife together

World without end

World without end

Grow old along with me

Whatever fate decrees

We will see it through

For our love is true

God bless our love

God bless our love

Grow Old With Me

 

Cresça velho junto comigo

O melhor ainda está por vir

Quando chegou a nossa hora

Seremos como um só

Deus abençoe o nosso amor

Deus abençoe o nosso amor

 

Cresça velho junto comigo

dois ramos de uma árvore

enfrentar o sol se pondo

Quando o dia está feito

Deus abençoe o nosso amor

Deus abençoe o nosso amor

 

Passar nossas vidas juntos

Homem e mulher juntos

Mundo sem fim

Mundo sem fim

 

Cresça velho junto comigo

Qualquer destino decretos

Vamos ver até o fim

Para o nosso amor é verdadeiro

Deus abençoe o nosso amor

Deus abençoe o nosso amor

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

“Please Mr. Postman”.

Beatles 295 - Cleveland September 15, 1964Beatles 248 - beatles majestic ballroom birkenhead 1962K&K_214237_BEATLESBeatles 11Beatles 72Beatles 517 - 'Help!' na Cliveden House em Buckinghamshire.

É um single da banda The Marvelettes, notável como o primeiro a primeira Motown a alcançar a posição de número 1 na Billboard. foi gravada também pelos Beatles em 1963 e The Carpenters em 1974.

A gravação das Marvelettes teve a cantora Gladys Horton como solista, e conta a história de esperança que o carteiro traga uma carta de seu namorado, que está ausente na guerra. A gravação original teve o acompanhamento da banda The Funk Brothers, incluindo Marvin Gaye na bateria. Os créditos da composição de “Please Mr. Postman” parecem ter mudado ao longo dos anos.versão original tem creditado como “Dobbins/Garett/Brianbert”, como compositores, e “Brianbert” como produtor. No álbum dos Beatles é creditada apenas a Brian Holland. O livro de toda a discografia dos Beatles de 1974, All Together Now, a música acabou sendo creditada a Holland, Bateman e Berry Gordy. Em 1992, o box set Hitsville E.U.A. Motown: The Singles Collection tem Dobbins, Garrett, Holanda, Bateman e Gorman como compositores. A partir de 2006 no Hall da Fama, aparece como compositores creditados de “Please Mr. Postman”, apenas Holland, Bateman e Gorman. “Please Mr. Postman” foi regravada regularmente, incluindo esta versão dos The Beatles cantado por John Lennon, aonde inverte os sexo da namorada que canta a música. Mais tarde, uma segunda interpretação foi gravada pelo The Carpenters, cuja versão levou a composição de volta ao 1º lugar na Billboard Hot 100, em janeiro de 1975.

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.

“Back Off Boogaloo”.

Canção de Ringo, lançada em Março de 1972, George Harrison produziu a gravação, pouco depois que os dois tinham aparecido juntos em Harrison Concert para Bangladesh em agosto de 1971. O single foi um seguimento da canção de Ringo 1971 ” It do not Come Easy ” e continuou sua temporada de sucesso como artista solo. “Back Off Boogaloo” chegou ao número 2 na Grã-Bretanha e no Canadá, e número 9 na América Billboard Hot 100. Bem sucedida no Reino Unido.

O título da canção foi inspirada pelo Inglês cantor e compositor Marc Bolan. Alguns comentadores têm sugerido que as letras foram dirigidas a Paul McCartney. “Back Off Boogaloo” demonstra a influência do glam rock em Ringo, que dirigiu um documentário, Born to Boogie (1972), sobre a banda de Bolan T. Rex. Descrito por um autor como um “high-energy in-your-face rocker”. A canção apresenta um proeminente slides de guitarra parte por George e contribuições de músicos Gary Wright e Klaus Voormann.

Ringo re-gravou “Back Off Boogaloo” para seu álbum de 1981Stop and Smell the Roses”, em uma colaboração com o cantor americano Harry Nilsson que incorpora letras de músicas dos Beatles, como “With a Little Help from My Friends”, “Good Day Sunshine” e “Baby, You’re a Rich Man”. A versão original tem aparecido em compilações de Ringo como em Blast from Your Past e Photograph: The Very Best of Ringo Starr, e como faixa bônus em seu álbum remasterizado 1974 estúdio Goodnight Vienna. Desde o seu regresso à turnê em 1989, Ringo tem cantado “Back Off Boogaloo” regularmente em concerto com as várias encarnações do seu All-Starr Banda.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.