Arquivo mensal: junho 2017

BEATLES DIA A DIA.

BEATLES DIA A DIA.

17 de junho de 1965

Os Beatles gravam “Act Naturally” (takes 1-3) e “Wait” (takes 1-4) que ficaria para o disco seguinte. O General Sir William Oliver declara que os Beatles merecem receber a MBE. Enquanto isso, diversas pessoas devolvem a honraria em protesto.

Beatles 153 - 1965Beatles 349 - 1965Beatles 352 - 1965Beatles 29 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 27 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 28 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965Beatles 26 - BLACKPOOL NIGHT OUT REHEARSALS - 1965beatles-mbe-01

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

BEATLES DIA A DIA

18 de junho de 1982

Paul começa a filmar o clipe “Take it Away” com participação de Ringo e George Martin. O The Sun publica um artigo chamado “Fab and 40” por conta do aniversário de 40 anos de Paul.

464f02d27b905e66b03475719791c57b-tb_200 388825_317363505027642_560312927_n 389065_309723379119809_1750122650_n

Paul 458Paul 495 - 1981Paul 593 - Los Angeles - 1982 Paul 594 - 1982

 

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

Fonte: The Beatles Diary.

 

BEATLES DIA A DIA.

18 de junho de 1963

Durante a festa do 21º aniversário de Paul, realizada na casa de sua tia Jin em Huyton, John dá um soco no DJ Bob Wooler por este ter feito piadinha sobre a viagem de John e Brian à Espanha.

 

BDths5NCQAE2HLtimage004John 148John 1Paul 317

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

Fonte: The Beatles Diary.

 

BEATLES DIA A DIA.

18 de junho de 1942

Nasce James Paul McCartney, em Liverpool. Seu pai não esteve presente no seu nascimento pois era bombeiro voluntário durante a 2ª Guerra. Ainda assim, foi um grande incentivador da vida artística de Paul. Jim tocava trompete e piano e chegou a participar da Jim Mac’s Jazz Band nos anos 1920.

 

paul_mccartney_kidPaul McCartney as boy scoutPaul 26Paul 228 - 1967 - Paul and dadPaul 456Paul 402BpczmCZIgAIITxQPaul 164 (2)Paul 163Paul 165Paul 167Paul 166

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: The Beatles Diary.

 

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

5 lembranças para comemorar o aniversário de Paul McCartney.

Ele é ex-beatle — e poderia tranquilamente viver só disso. Mas Paul escolheu ser também um dos maiores músicos de todos os tempos.

Apesar dos rumores de que ele está morto e foi substituído por um sósia, Paul McCartney está mais do que vivo, fazendo turnês ao redor do mundo e aproveitando a vida. No seu aniversário de 75 anos, “Maca” é talvez a maior lenda da música hoje, sendo um dos dois sobrevivente da maior (ou pelo menos a mais popular) banda de todos os tempos e também por ter continuado sua carreira após o final da banda The Beatles.

Seu trabalho no Fab Four é mais do que conhecido — Let It Be, Hey Jude, Yesterday e mais uma infinidade de hits — porém seu trabalho solo é igualmente célebre, com álbuns lendários como o Band on The Run, com a banda Wings.

Paul é um Beatle, mas também um baita músico, e as colaborações abaixo não nos deixam mentir.

Say Say Say, com Michael Jackson

 

Dessas músicas que exalam anos 80. Michael Jackson no auge junto com um dos maiores da história acompanhado por um clipe bem dirigido. Clássico.

Ebony and Ivory, com Stevie Wonder

 

Duelo de grandes vozes, com destaque especial para o timbre espacial do teclado de Wonder.

New Moon Over Jamaica, com Johnny Cash

Maca é do rock, mas também sabe cantar uma bela sofrência country.

 

Cut Me Some Slack, com ex-membros do Nirvana

 

Mas nunca se esqueçam: Paul é MUITO ROCK’N ROLL.

Only One, com Kanye West

Agora você foi surpreendido. O ex-beatle fez uma baita participação com o polêmico rapper em uma música que ganhou até clipe do diretor cult Spike Jonze

 

 

Fonte: Vip Abril. – Via e-mail.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

 

BEATLES DIA A DIA.

10 de junho de 1971

A BBC chama a Scotland Yard para verificar um pacote misterioso que alguém, deixou lá para ser entregue a Paul McCartney. Temendo que fosse uma bomba, a polícia abre o pacote cuidadosamente e descobre apenas um presente de aniversário e uma carta escrita em espanhol.

600556_473501529396985_1893901248_nPaul 23

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: The Beatles Diary.

“Aisumasen (I’m Sorry)”

Escrita por John, lançada em seu álbum Mind Mind de 1973.

As letras da música têm John pedindo desculpas para Yoko Ono. Aisumasen é uma versão ligeiramente corrompida do termo formal aisumimasen, que significa “Me desculpe” em japonês. A linha “É difícil demais, eu sei sentir sua própria dor” repete um tema encontrado em uma linha da música anterior de John “I Found Out”. Depois que as letras são esgotadas, um solo de guitarra é tocado. Autores Ken Bielen e Ben Urish interpretam este solo como uma continuação do pedido de perdão.  O solo termina abruptamente,  Bielen e Urish sugerem que esse final abrupto simbolicamente significa que o pedido de John foi rejeitado. E, de fato, quando “Aisumasen (I’m sorry)”, John e Yoko se separaram. As notas do autor John Blaney concorda que a música implica que John não receberá o perdão e o conforto que ele precisa de Yoko, e afirma ainda que a música revela o quanto ele precisava dela.

“Aisumasen (I’m Sorry)” tem algumas semelhanças com a música do Beatle ” I Want You (She’s So Heavy) “, que também foi escrita por John e inspirada por Yoko.  Bielen e Urish afirmam que “Aisumasen (I’m sorry)” tem um ritmo semelhante de “I Want You (She’s So Heavy)”. “”I Want You (She’s So Heavy)” também termina abruptamente.

Johnny Rogan, crítico de música, achou que a música é “ocasionalmente poderosa” e sente que ela “traz alguma profundidade” ao álbum Mind Games.  Keith Spore de The Milwaukee Sentinel chamou a música “uma balada encantadora” que serve como uma lembrança do brilho passado de John.  Bielen e Urish a consideram uma das canções mais fortes do álbum ‘Mind Games’.

John estava trabalhando na melodia para “Aisumasen (I’m Sorry)” desde pelo menos 1971. Uma demo da música foi gravada durante as sessões para o Imagine de John. Originalmente, a melodia pertencia à música cujo título de trabalho era “Call My Name”, que datam de uma demo registrada em dezembro de 1971. Em “Call My Name”, John estava se oferecendo para confortar alguém, mas na versão final da música, John é o único a pedir perdão.  Em “Call My Name”, a linha melódica que se tornou “Aisumasen” foi cantada nas palavras “Eu aliviarei sua dor”.

Por Marina Sanches – @sancmarina

Fonte: S.S.