Arquivo mensal: julho 2017

BEATLES DIA A DIA.

15 de julho de 1969

Gravação de sons de sino em “You Never Give Me Your Money”. Mixagem stereo.

 

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina.

BEATLES DIA A DIA – “Foi a pior coisa que já me aconteceu”.

15 de julho de 1958

Julia Stanley, mãe de John, morre atropelada. Julia voltava de uma visita à casa de sua irmã Mimi Smith. John se encontrava na residência da mãe esperando-a voltar. Um policial, que não estava em serviço, atropelou Julia que faleceu ao dar entrada no hospital. Um guarda local foi à casa de Julia e contou a notícia a John que jamais se recuperaria do trauma.

John conta:

John 248

– O guarda bateu na casa de tia Mimi pra nos avisar do acidente. Foi exatamente como deve ser, como a gente vê no cinema. Perguntou se eu era o filho dela, essas coisas. Depois ele nos deu a notícia e nós dois gelamos. Foi a pior coisa que já me aconteceu.
Mais tarde, depois dessa canção de amor para sua mãe, ele faria “Mother”, uma canção de ódio pela falta que lhe fizeram pai e mãe ( o pai partiu para a guerra antes dele nascer e nunca morou com Julia, que entregou o filho para Mimi criar).

 

mi_6613005682385266John 278

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

“Bring on the Lucie (Freda Peeple)”

Música de protesto escrita e interpretada por John de seu álbum Mind Games de 1973. A música data do final de 1971, começando como pouco mais do que um refrão, depois que John adquiriu uma guitarra nacional. Depois de trabalhar nas letras, a música passou de um simples slogan político para uma declaração completa que sugere seu trabalho anterior, como “Imagine” e “Power to the People”.

Duas versões da música, ambas interpretadas por John, aparecem no filme de 2006 Children of Men. A versão padrão da música (originalmente lançada no álbum Mind Games) é ouvida no decorrer do filme, e uma versão alternativa da música, originalmente lançada no conjunto de caixas de John Anthology de 1998, é exibida nos créditos de encerramento. A versão John Anthology da música também aparece na trilha sonora do filme, juntamente com uma versão de capa de Junior Parker “Tomorrow Never Know”, uma música que John escreveu para o álbum Revolver dos Beatles.

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

Fonte: S.S.

NOTICIAS BEATLES – RINGO STARR

Vem aí um disco de Ringo com Paul.

A 15 de setembro vai sair o álbum “Give More Love” que conta com várias participações.

Ringo Starr vai lançar um disco que conta com a participação de Paul McCartney e Joe Walsh, entre outros. O anúncio foi feito pelo próprio baterista na passada sexta-feira, dia 7, quando comemorou 77 anos, como pode ver mais abaixo.

‘Give More Love’ é o single que dá nome ao álbum que vai sair a 15 de setembro. Este será 19.º álbum a solo de Starr e o sucessor de “Postcards from Paradise”, de 2015.

Paul e Ringo 55

O trabalho conta com a participação de Paul McCartney. Em fevereiro, o músico colocou no Instagram duas fotos ao lado do ex-colega de banda, agradecendo pela colaboração em estúdio. Joe Walsh, guitarrista e vocalista do Eagles, também apareceu nos posts do baterista. A parceria de Starr com os dois resultou em ‘We’re On the Road Again’, que também conta com a participação de Edgar Winter e Steve Lukather.

 

Paul aparece em mais um tema do disco, ‘Show Me the Way’.

 

Aqui fica o alinhamento já apresentado pela Rolling Stone:

1 – ‘We’re on the Road Again’

2 – ‘Laughable’

3 – ‘Show Me the Way’

4 – ‘Speed of Sound’

5 – ‘Standing Still’

6 – ‘King of the Kingdom’

7 – ‘Electricity’

8 – ‘So Wrong for So Long’

9 – ‘Shake It Up’

10 – ‘Give More Love’

11 – ‘Back Off Boogaloo’ (Re-do)

12 – ‘Don’t Pass Me Buy’ (Re-do)

13 – ‘You Can’t Fight Lighting’ (Re-do)*

14 – ‘Photograph’

 

 

Fonte: m80 – Via e-mail

Por Marina Sanches – @sancmarina.

 

“Choose Love”.

E o décimo quarto álbum de estúdio de Ringo, lançado em 2005.

Gravado ao longo de 2004 e lançado em 2005, utilizando a mesma equipe que criou o Vertical Man (1998) e o Ringo Rama (2003), Ringo o produziu com o parceiro musical de longa data Mark Hudson e o executou com sua equipe de estúdio. A faixa-título, Choose Love tem um riff de guitarra do Day Tripper dos Beatles. Como sempre, um álbum do Ringo falharia se não incluísse alguns convidados celebres e Choose Love não se desviou da fórmula; teve Billy Preston e Chrissie Hynde como seus convidados mais notáveis.

Por Marina Sanches – @sancmarina

Fonte: S.S.