Arquivo mensal: dezembro 2018

“CURIOSIDADES SOBRE PAUL McCARTNEY – 4”.

11 – Paul foi obrigado a tocar baixo nos Beatles quando Stu Sutcliffe, amigo de Lennon da escola de Arte, deixou a banda, em 1961. Lennon e Harrison se recusaram a abandonar a guitarra.

12 – A primeira experiência de Paul com drogas foi na série de shows que os Beatles fizeram em Hamburgo, na Alemanha, bem no início da carreira, em 1960. Todos na banda tomavam o estimulante Preludin, para aguentar madrugadas inteiras tocando. O filme “Backbeat” detalha a turnê.

13 – Em Hamburgo, eles ficaram hospedados e trabalhavam em condições precárias. Uma noite, Paul e Pete Best, primeiro baterista da banda, colocaram fogo no papel de parede do quarto onde dormiam. Não houve nenhum dano, mas os dois foram denunciados pelo senhorio, que era também o contratante dos shows, e passaram três horas na cadeia antes de serem deportados.

Paul e Petepaul-252-november-24-1961-pete-best-paul-mccartney-with-emile-ford-pictured-at-the-tower-ballroom-new-brighton-photographer-dick-matthews

14 – No início dos Beatles, usava um baixo Höfner 500/5 emprestado de Sutcliffe e depois comprou um modelo 500/1 para canhotos. O modelo da marca Höfner, em formato de violino, ganhou o apelido de Beatle Bass ou Cavern Bass, por ser o instrumento usado por Paul nos primeiros shows da banda, no Cavern Club.

 

Fonte: THE BEATLES: THE BIOGRAPHY”, DE BOB SPITZ | “PAUL MCCARTNEY: MANY YEARS FROM NOW”, DE BARRY MILES | “FAB: AN INTIMATE LIFE OF PAUL MCCARTNEY”, DE HOWARD SOUNES | “THE COMPLETE BEATLES CHRONICLE:THE DEFINITIVE DAY-BY-DAY GUIDE TO THE BEATLES’ ENTIRE CAREER”, DE MARK LEWINSHON

Por Marina Sanches – @sancmarina

BEATLES DIA A DIA

29 de dezembro de 1970

Em Ascot, John grava demos de “I’m The Greatest” e “Make Love, Not War” (embrião de “Mind Games”).

 

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

BEATLES DIA A DIA

29 de dezembro de 1963

A Rádio novaiorquina WMCA executa “I Want To Hold Your Hand” pela primeira vez nos EUA. O crítico Richard Buckle, do Sunday Times, cita os Beatles como os maiores compositores desde Beethoven.

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

“Dear One” – George Harrison

Canção de George Harrison, lançada em 1976 em seu álbum Thirty Three & 1/3. Além do tecladista Richard Tee, George toca todos os instrumentos da gravação.


George escreveu a letra de “Dear One” em 1976 durante as férias para as Ilhas Virgens, pouco antes de começar a trabalhar em Thirty Three & 1/3. Em sua autobiografia, I, Me, Mine, George diz que ele acredita que a música é a única que ele escreveu em A sintonização aberta. As letras são direcionadas para Premavatar Paramahansa Yogananda, autor de Autobiography of a Yogi , que George chamou de “uma grande influência em minha vida”. Enquanto na Índia em 1966, George recebeu uma cópia do livro de Yogananda por Ravi Shankar.irmão, após o qual, escreve o autor Peter Doggett, George “leu todos os textos espirituais indianos que pôde encontrar”.


Em sua Enciclopédia de Música Popular, Colin Larkin descreve a faixa como uma música que “poderia ter saído direto do Abbey Road dos Beatles “Ele acrescenta: “‘Dear One’ tece uma melodia assustadora de influência indiana com um grande refrão pop para criar uma música de devoção intensamente tocante”

Por Marina Sanches – @sancmarina
Fonte: S.S.