Arquivo mensal: abril 2019

“See Yourself” – George Harrison

Lançada em seu álbum de 1976 Thirty Three & 1/3. George começou a escrever a canção em 1967, quando era membro dos Beatles, em resposta ao clamor do público em torno da confissão de seu colega de banda Paul de que ele havia tomado a droga alucinógena LSD. O anúncio de Paul criou uma reação na imprensa semelhante àquela causada em 1966 pela declaração de John de que os Beatles eram mais populares que o cristianismo. Em sua forma final, as letras da música defendem a autoconsciência e a consideração pelas conseqüências de suas ações. Musicalmente, a composição contém mudanças incomuns na assinatura de tempo do padrão 4/4 para 9/8, enquanto as palavras musicais refletem a era de sua gênese ao recordar os temas primeiramente expostos nas faixas dos Beatles “Within You Without You” e “All You Need Is Love”.

George gravou “See Yourself” em seu home studio em Henley, Oxfordshire. A gravação apresenta o uso extensivo de instrumentos de teclado, interpretados por Billy Preston, Gary Wright e George, o último dos quais contribuiu com uma das partes proeminentes do sintetizador da faixa. Na capa do álbum, George dedicou a música a Paramahansa Yogananda, fundador da Self-Realization Fellowship e autor de Autobiography of a Yogi.

 

Por Marina Sanches – @sancmarina
Fonte: S.S.

LOVELY RITA METER MAID – Mulheres do parquímetro

1967 1 1967  11 Beatles Sgt.

Nos Estados Unidos e Inglaterra existem aparelhos chamados parking meters (parquímetros) instalados junto ao meio-fio, que controlam o tempo que um carro permanece estacionado. Quem estaciona perto deles deve colocar um número determinado de moedas, de acordo com o tempo que vai demorar. O controle da operação é feito por moças, que são chamadas, na Inglaterra, de parking meter women (mulheres do parquímetro). Daí, Paul conta de onde surgiu lovely Rita:

3932829892_31b94c867d 3977816263_a19190942f
– Eu estava brincando no piano, em Liverpool, quando alguém veio e me disse que nos Estados Unidos as mulheres do parquímetro são chamadas de meter maids (mais ou menos de donzelas do medidor). Achei aquilo demais e criei “Lovely Rita Meter Maid”. Ia ser uma canção de ódio: ’You took my car away and I’m so blue today’ (você levou meu carro embora e estou tão triste hoje). Ninguém ia gostar dela. Depois achei melhor amá-la, ainda mais se ela fosse meio maníaca e andasse com a bolsa no ombro, com um jeito meio militar. Ela pisa forte, mas é legal.
Assim, Rita é adorável, apesar de controlar o estacionamento dos carros. O pente com papel foi usado para produzir o som “cha-cha-cha” (talvez, por falta de reco-reco na Inglaterra). O pianinho do meio da canção é feito por George Martin. No final, é Paul quem toca piano, num estilo jazzístico que seria repetido em “Magical Mystery Tour”. Logo que Rita sai de cena, o galo canta.

Por Marina Sanches

BEATLES DIA A DIA

08 de abril de 1971

Ringo lança na Inglaterra o compacto “It Don’t Come Easy” / “Early 1970”. O lado A fez enorme sucesso e trata-se de uma parceria de Ringo e George, o que fez com que alguns críticos comentassem que a música da dupla “não deve nada a Lennon/ McCartney”.

 

 

Fonte: The Beatles Diary

Por Marina Sanches – @sancmarina