Arquivo mensal: agosto 2019

BEATLES DIA A DIA

17 de agosto de 1960
Os Beatles chegam a Hamburgo. Primeira apresentação no Indra Club.

Beatles no Indra Club Indra 1 Indra Club Indra

Fonte: The Beatles Diary.

Por Marina Sanches – @sancmarina

“Glass Onion” – “Aqui está mais uma pista pra vocês todos: a morsa era Paul”

JOHN E PAUL 1968 1 543956_10151392195400659_1747322482_nBeatles 197 - the Beatles July, 28, 1968Beatles álbum branco 13
John escreveu essa letra meio absurda em resposta, aqueles que tentam interpretar os versos dos Beatles e acabam inventando coisas que os quatro não tinham sequer imaginado. Numa entrevista, ele comentou:
John – “Estou cansado de ouvir esse blábláblá sobre o Sargent Pepper, tipo ‘plante uma bananeira, ouça o disco de trás para frente e você vai descobrir seus significados mais profundos’. Há pouco tempo vi um cara dizer na televisão que “Lucy int the Sky With Diamonds” e “A Little Help From My Friends” foram feitas para promover drogas. E não é nada disso nunca pensamos nisso quando fizemos a músicas.
285019_144430218970786_2870771_n
Quem tentar ler as entrelinhas de “Glass Onion”, portanto, vai entender cada vez menos as palavras de John e Paul. Há referências a outras letras “misteriosas”: “Strawberry Fields Forever”, “Fixing a Hole”, “The Fool on the Hill”, “Lady Madonna” e “I’m the Walrus”, John termina seu deboche aos “beatle-intérpretes” com a frase “well, here’s another clue for you all: the walrus was Paul”, ou seja: “aqui está mais uma pista pra vocês todos: a morsa era Paul”. O que, certamente, não esclarece absolutamente nada.

Paul+McCartney+I+want+you The+Beatles+the+walrus+wasnt+paul

Por Marina Sanches – @sancmarina
Fonte: S.S.

“I Wanna Be Santa Claus” – Ringo Starr

É o 12º álbum de estúdio de Ringo, um álbum de Natal, lançado em 1999.

Ringo e seu parceiro musical Mark Hudson compuseram “Dear Santa” e “Christmas Eve” em julho de 1998 na residência de Ringo em Surrey.  As duas músicas foram gravadas alguns meses depois, entre 14 e 16 de setembro no Reino Unido.  As sessões de acompanhamento só começaram em 8 de março de 1999 em Whatinthewhatthe? Estúdios em Los Angeles, onde as faixas “Rudolph the Red-Nosed Reindeer”,  “The Little Drummer Boy”, ” Christmas Time (Is Here Again)”  e outros trabalhos sobre ” Dear Santa”, foram gravadas naquele dia.  

Destaque nestas faixas foram Ringo, Hudson, Jim Cox e Steve Dudas.  Gravado ao longo de 1999, entre Ringo e Hudson, I Wanna Be Santa Claus – composto de músicas tradicionais e novas originais – foi feito em vários estúdios nos EUA e no Reino Unido, com suas famílias participando e incluindo dois notáveis ​​convidados famosos, Joe Perry, do Aerosmith, e Timothy B. Schmit, membro do Eagles. Jeff Lynne também canta backing vocals em “Come on Christmas, Christmas Come On”, ” “I Wanna Be Santa Claus”,  e “Christmas Time (Is Here Again)”. As sessões finais do álbum foram realizadas nos dias 8 e 9 de setembro em Whatinthewhatthe? Estúdios, com mixagem nos estúdios A & M, Los Angeles e Sterling Sound, em Nova York.

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina

NOTICIAS BEATLES – PAUL McCARTNEY

Qual foi a música de Revolver, dos Beatles, que Paul McCartney não participou?

Com John na guitarra, George no baixo e Ringo na bateria, Paul McCartney não esteve presente na gravação de uma faixa do disco.

Enquanto os The Beatles estavam juntos e lançando álbuns, existiu ocasiões em que as aparições nas canções eram intercaladas. Um clássico exemplo dessa situação aparece na obra-prima de Paul McCartney, “Yesterday”. Nesta música, o arranjo não precisou de nenhum Beatles além de McCartney.

Nos últimos anos do grupo, você normalmente encontraria alguns integrantes perdidos nas faixas, devido algum problema entre eles. Em “Back in the U.S.S.R.”, Paul tocou bateria porque Ringo tinha saído durante as sessões do The White Album.

Logo depois, enquanto eles gravavam o Abbey Road,John Lennon não participou de “Maxwell’s Silver Hammer” porque ele odiava a música de Paul. Além dessa, John também se recusou a tocar em “I Me Mine”, do George Harrison.

Mas entre todas as composições, havia um denominador comum: Paul investia totalmente nas gravações. Ao olhar para trás, Paul se lembra de pular uma sessão apenas uma vez, enquanto trabalhavam no Revolver. Ele deixou a gravação de “She Said She Said” depois de uma discussão.

 

“She Said She Said” fecha o lado a do Revolver, e foi a última música que a banda gravou para o álbum. Depois de acreditar que eles haviam terminado o disco em junho de 1966, os Beatles descobriram que estavam com uma faixa a menos e teriam que se apressar para produzir outra antes de enviar para as gráficas.

Felizmente, John tinha uma música, pela metade, que ele fez durante uma viagem de ácido na Califórnia. Mas como ele ainda precisava terminar, foi um longo caminho, inclusive de estresse para o grupo. Paul acabou saindo durante o ensaio, em vez de esperar que ele voltasse, o grupo decidiu seguir adiante. O que resultou no George com o baixo, parte que  normalmente seria parte do Paul. John e os outros terminaram a música em um único dia.

 

 

Revolver é um álbum clássico e “She Said She Said” continua sendo uma faixa de destaque. Depois de John liderar a banda em alguns ensaios, eles gravaram e conseguiram uma pegada satisfatória com George no baixo, John na guitarra e Ringo na bateria.

John fez os vocais e backing vocals com George, e adicionaram uma parte da guitarra. No fim do dia, eles tiveram uma memorável música dos Beatles sem nenhum traço de Paul McCartney.

 

Geoff Emerick, engenheiro de som do Revolver, pensava em John como a força motriz daquele dia. “John sempre foi o mais básico do grupo”, escreveu ele em Here, There and Everywhere. “E a sua atitude foi: vamos fazer isso.”

Enquanto a gravação das faixas de Paul poderia envolver três dias ou mais no estúdio, John teve “She Said She Said” totalmente gravado e mixado em nove horas pela contagem de Emerick.

Fonte:  Rolling Stone – Via e-mail

Por Marina Sanches – @sancmarina

BEATLES DIA A DIA

03 de agosto de 1998

Ringo lança seu novo CD “Vertical Man”. Ele participa do “The Howard Stern Show”. George faz uma aparição surpresa no programa da Rádio BBC 2 comandado por Paul Jones. George exibe um conhecimento enciclopédico da história do blues.

Fonte: The Beatles Diary.

WHEN I’M SIXTE-FOUR – Um Pedido de Casamento: quando eu tiver 64 anos

BDYqLbOCYAAxhIn Paul+McCartney+whateva

Um pedido de casamento: quando eu tiver 64 anos, você ainda vai me mandar um cartão de dia dos namorados? Eu posso ser muito útil, trocar um fusível para você…

2006 64 anos mcartney
No Submarino Amarelo, os quatro penetram no Mar do Tempo, envelhecendo em segundos ao som de “When I’m Sixty-Four”. Na verdade, Paul escreveu essa canção para seu pai, quando ele fez 64 anos.

41_1823-post paul paiVALE EPSON scanner image faul_with_jim_mccartney Paul e Jim

E, tanto na melodia, quanto no arranjo, deu uma voltinha pelos anos 20 que tanto aprecia. O resultado é uma musiquinha divertida e fácil de gostar, que nos traz de volta do transe produzido pela faixa anterior. Os clarinetes fazem um acompanhamento bem ao estilo de Paul, que está nos vocais principais, no piano e também no corinho, ao lado de George e John.

Por Marina Sanches – @sancmarina.