Arquivo da tag: Flying

“Fatos da música: Flying”.

Em 8 de setembro de 1967, os Beatles gravvaram Flying, uma faixa instrumental com vocais sem palavras para o filme Magical Mystery Tour. A composição tem a distinção de ser uma das poucas músicas escritas pelos quatro Beatles. A última faixa em que foram creditados foi 12 Bar Instrumental, gravada em 1965 e lançada na Anthology 2 em 1996.

“Flying foi uma instrumental que precisávamos para o Magical Mystery Tour, então, no estúdio, uma noite, sugeri aos caras que fizessemos algo. Eu disse:” Nós podemos manter isso muito simples, podemos fazer um blues de doze bar . Precisamos de um pouco de tema e um pouco de apoio. Eu escrevi a melodia. A única coisa que o garante como uma música é basicamente a melodia, senão é apenas uma boa coisa de apoio de doze barras. É tocado no Mellotron, em uma configuração de trombone. É creditado aos quatro, que é como você creditaria uma não música “. – Paul McCartney.

A canção foi originalmente intitulada Aerial Tour Ballet e durou mais de nove minutos de duração. Os Beatles acabaram cortando isso até 2 minutos e 17 segundos. O vôo aparece como faixa número três no álbum Magical Mystery Tour e características no filme.

John Lennon – wordless vocals, mellotron, organ, sound effects

Paul McCartney – wordless vocals, bass, guitar

George Harrison – wordless vocals, guitar

Ringo Starr – wordless vocals, drums, maracas, sound effects

 

Fonte. Beatles By Day.

Por Marina Sances – @sancmarina

Anúncios

“FLYING” – “FEITA PELOS QUATRO”.

images inéditas das filmagens de Magical Mystery Tourimages inéditas das filmagens de Magical Mystery Tour strip-tease20071019-c960776_370265693053903_1544790355_n

Foi a única vez em que os quatro fizeram uma música juntos. Também é apenas a segunda vez que gravam uma faixa instrumental.  A primeira havia sido em 1961: “Cry for a Shadow”, uma parceria de George e John. Em “Flying”, John toca o tema principal no mellotron e Paul e George o acompanhamento tocando diversos tipos de guitarra. Um corinho sem palavras entra no fim e é feito pelos quatro. A faixa termina com efeitos sonoros, ruídos irreconhecíveis e fitas passadas de trás pra frente. Tudo isso foi feito por John e Ringo, numa prévia do trabalho que John desenvolveria em seu álbum Two Virgins. Sobre essa faixa, já se disse até que é um fundo musical perfeito para um striptease.

 

 

Por Marina Sanches – @sancmarina.

Fonte: S.S.